Loading

Notícias

image

Alunos de Pedagogia do UNIJALES dão show de criatividade em mostra folclórica

Denominado “Folclorarte”, projeto uniu conhecimento sobre tradições brasileiras e paixão pela arte de ensinar

Na noite do primeiro dia do mês de setembro, rezou a lenda que estudantes desbravaram todos os segredos que rodeavam as antigas cantigas, os maiores mistérios das matas, e claro, todas as criaturas que perpetuaram parlendas por todo o Brasil. Brincadeiras à parte, os alunos do 4º semestre e 3º ano do curso de Pedagogia do Centro Universitário de Jales, por meio da disciplina de Projetos Integradores, orientados pelas Profa. Esp. Daisy Romagnoli e Profa. Ma. Célia Zerbato, deram um show com o Projeto Folclorarte, que consistiu em pesquisas sobre lendas folclóricas e confecção de materiais pedagógicos, elaborados a partir das lendas.

Das buscas nasceram fantoches, ilustrações, maquetes, murais para fotografias dentre outros objetos produzidos pelos alunos.

Roda Cantada

Daisy foi responsável por ensaiar as alunas do 4º semestre, que dançaram ao som de Linda Rosa Juvenil, e com o 3º ano, quem se “manifestou” foi o próprio Boi-Bumbá pela voz dos discentes.

O aluno William Pereira Faça, do 3º ano, abriu o evento explicando as principais manifestações culturais do folclore brasileiro, como danças, brincadeiras, e as lendas rodeadas de mistério e que estão sempre vivas nas prozas pelo país adentro.

Para todos

Engana-se quem imagina que as disciplinas não envolvam toda a instituição de Ensino Superior; uma mostra foi feita com todo o material produzido no hall de entrada no horário do intervalo. Alunos de outros cursos vieram assistir as apresentações, prestigiando o grandioso trabalho que as professoras e futuros pedagogos tiveram nas oficinas e pesquisas externas durante o mês folclórico, trabalho este que visou expressar os frutos colhidos da melhor forma quando agosto se findou.

Tradição e alicerce

Atípico, o oitavo mês do ano adentra ainda mais nas raízes do Brasil, explorando culturas, ritos, simpatias e mitos que embalam as lendas do país. Sendo este o mês do folclore, comemorado exatamente no dia 22 de agosto, é bastante difundido nas salas de aula pelos pedagogos, principalmente nos anos iniciais da educação. Assim como a origem da palavra folclore, advindas de outros vocábulos da língua inglesa, como folk (povo) e lore (conhecimento), a sabedoria popular se perpetua no ensino, de geração em geração, conduzindo e costurando o rico fio místico, impossibilitando-o de romper e deixar de existir, e é justamente nesta força e tradição da educação que firma o anseio por descobrir tantos fatos que ilustram os pensamentos e a infinita imaginação.

“Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo.” (Paulo Freire).

Desenvolvido por Tribo Propaganda